sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Mofo ao quadrado



Há alguns anos me chamaram pra coordenar o estúdio da Fábrica de Quadrinhos. Por "coordenar" entenda cuidar de toda a parte chata de cobrar os artistas dos prazos e pedir desculpas pras agências por os artistas não cumprirem os prazos (que na maioria das vezes era ridículo). Além disso tinha que cuidar do design de alguns trabalhos.

Ao entrar lá conheci um monte de gente: um estagiário que veio de uma cidadezinha do interior chamada Guararema (Davi era um bicho-grilo do mato que mal sabia usar o Word); um gibitecário hiperativo com 16 anos mas com corpinho de 25 (Weberson continua o mesmo, só que agora aparenta ter 30); o coordenador da escola com cara de moleque e jeito de velho, que sonhava em fazer quadrinhos pro mercado americano (já ouviram falar em Greg Tocchini?); entre muitos outros.

Depois de muito ralar no primeiro álbum de quadrinhos da Fábrica, resolveram dar uma chance pra mim e pro Davi. Perguntaram se a gente queria fazer uma página pra Jam do Mofo. Pausa para explicações: Jam era uma história cuja cada uma das páginas era desenhada por um artista diferente. No primeiro álbum fizeram uma Jam na história do Quebra-Queixo. Mofo era (e é ainda) um projeto do Cariello sobre anjos e demônios.

Era uma puta honra, principamente pra gente que estava começando e não tinha nada publicado. O problema é que quando nos convidaram pra fazer uma página, realmente nos convidaram pra fazer UMA página. Teríamos que dividi-la! Não chegou a ser um problema realmente, já que nessa época a gente já era muito amigo e não há nada que uma boa conversa não resolva.

Decidimos que eu ia desenhar e finalizar toda a página menos a personagem de cabelos negros, que o Davi ia fazer. Na hora de colorir, o Davi ia pintar tudo menos a personagem de cabelos claros. Simples!

Fizemos a página mas o álbum não saiu. Foi quando aconteceu a separação da Escola e do Estúdio e o projeto do álbum foi pro buraco. Confesso que fiquei um pouco desapontado. Bom, pelo menos foi um puta exercício, visto que a gente nunca tinha feito uma página finalizada!

Tem uns erros de perspectiva, uns tratamentos de traço equivocados, umas poses meio duras, mas taí! Fizemos! Representa uma época, um estágio do nosso trabalho e de nossas vidas.

5 comentários:

bruno oliveira disse...

cara, que pena que não rolou!!!!
O jeito que vocês fizeram a página juntos ficou bem legal!!

Diogo Chaves disse...

Fala Fujita, blz?
Primeiramente meus parabéns pelo ótimos "posts", são muito inspiradores e engraçados :p.
Agora eu gostaria de fazer uma pergunta: qual 'tablet' vc usa para colorir seus desenhos? Genius [:|]? Wacom Intuos 3 [:)]? Cintiq [:D]?
Surgiu essa curiosidade quando vi os diferente modelos de 'tablets' que existem.
Abraços.

Maki disse...

A página ficou bem legal e coesa, Fujita.

Mas essa história que você contou... Pra gente que conhece os envolvidos é realmente muito curioso. Gostei muito mesmo. São coisas que alguns de nós não sabemos e não deixa de ser uma inspiração.

Grande abraço! :)

2P ( dia de navegar no blog dos amigos) disse...

Fujita, alem de desenhar, colorir e tudo mais, sabe que eu curto muito seus textos. Da hora esse blog viu!
abração

Bruno Oliveira disse...

atualiza!! atualiza!!