sábado, janeiro 28, 2006

Sem compromisso



Todo desenhista que se preze teve os cadernos escolares preenchidos por rabiscos e quando sobrava algum espaço talvez alguns garranchos sobre as matérias do dia. É um hábito que a gente alimenta desde a infância e só tende a crescer, algumas vezes virando até profissão.

O esboço acima é um desses dias em que a gente tá de bobeira. Sabe quando o bate-papo esfria, você pega uma folha e começa a rabiscar? Não ficou nada genial, nem era pra ser. Diversão pura. Como na infância eu não tinha muito papel pra desenhar, adquiri a mania de aproveitar cada centímetro disponível da folha, por isso a zona.

As cores foram feitas no Photoshop brincando com pincéis diferentes.

Os esboços da Megaliga eu vou ficar devendo (desculpe, Bruno). Devem estar em algum lugar aqui em casa, só preciso descobrir aonde!

6 comentários:

Fred Jesus disse...

sabe q na minha infancia tambem não tinha muito papel, mas as paredes do quarto eram um quebra-galho e tanto minha mãe q o diga...agora a mania de rasbicar em sala de aula me redeu bons frutos, é q eu sempre deixava um desenho em homenagem à professora no final de cada prova, elas ficavam tão emocionadas q nem olhavam direito as questões, oh época boa....dúvida:_ hoje em dia trabalhos finalizados à mão(ecoline, lápis de cor, etc) ainda são aceitos ou o negócio é só fotochóps?

abraço fred...

Naomi disse...

O pedreiro Antônio Manso Pacífico de Oliveira Sossegado claramente não fazia juz ao antropônimo.

Bruno Oliveira disse...

Fujita, isso ficou mto foda, cara!!
Eu adoro esses desenhos com jeitão de esboço que você pinta depois!!
Ficou muito loko!!!
Abraço

Maki disse...

Esse tipo de desenho é muito legal, Fujita. Sempre gosto de ver essas coisas e não apenas "desenhos finalizados". Muitas vezes ficam mais espontâneos e dizem muito mais sobre quem os fez. :)

Ficou muito legal! :D

roger disse...

Putz, Fujas. Exatamente como eu. Tambem tinha pouco papel e desenhava com o caderno de ponta cabeça pra aproveitar melhor os espaços restantes.
Esse dava um personagem interessante.
Abraço,
Roger

Weberson Santiago disse...

Fujita, acho que você deveria desenhar mais "sem compromisso", está fantástico!! Abração!